Thiago de Aragao

Archive for the ‘América Latina’ Category

www.thiagodearagao.com.br

In América Latina, America Central, Argentina, Artigos, Banco do Sul, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Costa Rica, Cuba, Entrevista, Equador, Especial, EUA, México, Mercosul, Panama, Paraguai, Peru, Sugestão de Leitura, Uruguai, Venezuela on outubro 24, 2008 at 12:41 pm

Caros Leitores,

O Blog Visao Latino-Americana mudou de endereco! Ele esta muito mais moderno e bonito! As informacoes serao atualizadas no novo site; WWW.THIAGODEARAGAO.COM.BR 

Aguardo a visita de voces, com criticas, sugestoes e participacoes! Quem desejar submeter artigos, serao muito bem vindos!

Logo todo o arquivo estara no novo site: http://www.thiagodearagao.com.br

Abraco,

 

Thiago de Aragao

Anúncios

Elevado preço do petróleo ameaça o crescimento na região

In América Latina on julho 21, 2008 at 4:01 pm

O elevado preço do petróleo no mercado internacional começa a afetar o crescimento econômico da América Latina. Segundo o portal “América Econômica”, o petróleo que, paradoxalmente, é uma das principais fontes de receita na região provoca uma importante ameaça para o desenvolvimento: o retorno da inflação.Entretanto, dados das Nações Unidas indicam que os recordes na exportação de petróleo fazem alguns países da região crescerem no mesmo nível da década de 70. De acordo com números oficiais, cerca de 26 milhões de pessoas saíram da linha da pobreza entre 2002 e 2006.

O aumento do preço dos alimentos, porém, é um fator de preocupação para os países latino-americanos. Segundo dados da CEPAL (Comissão Econômica para América Latina e o Caribe), no último ano, a média da elevação foi de 15%.

Mesmo com esse cenário, países como Brasil, Chile e México se beneficiam da situação pelas exportações de petróleo, soja e cobre. No entanto, a estratégia dos bancos centrais – dessas três nações – de aumentar juros para segurar a inflação pode conter o crescimento.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL AL: A Cúpula do Mercosul – parte III

In América Latina, Mercosul on julho 2, 2008 at 6:31 pm

Em Caracas, Lula tratou da mediação de um encontro de cúpula entre Chávez e Álvaro Uribe (presidente colombiano). O tema poderá ser retomado na Argentina e deverá constituir-se em uma das razões para a visita que o presidente brasileiro fará à Colômbia ainda na primeira quinzena de julho.Mais do que mero teste para a mediação (e liderança) brasileira na região, o objetivo é reconstruir a imagem do continente como estável destino para investimentos internacionais.

O presidente Lula buscou trabalhar a idéia na Venezuela e deverá incorporá-la como noção norteadora da presidência brasileira pro tempore do Mercosul, que se inicia logo após a Cúpula de Tucumán e deverá culminar com a realização da Cúpula de Salvador, em dezembro.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL AL: Política externa em duas frentes – parte II

In América Latina, Bolívia, Brasil, Mercosul, Venezuela on junho 27, 2008 at 6:21 pm

Na frente sul-americana, o destaque diplomático da semana será a visita do presidente Lula à Santa Elena do Uairem (Venezuela), na fronteira amazônica entre o Brasil e a Venezuela. Em seu encontro trimestral com o presidente Hugo Chávez, deverá tratar, entre outros temas, da cooperação fronteiriça entre os dois países e da adesão da Venezuela ao Mercosul – ainda carente de aprovação pelo Senado brasileiro.

O tema foi revisitado pelo presidente Lula nessa quarta-feira (25), durante reunião com parte da equipe ministerial em Brasília. Além dele, Lula e seus ministros abordaram a preocupação com a evolução dos principais projetos de integração (especialmente em infra-estrutura) e a construção de duas novas pontes (entre o Brasil e o Paraguai e entre o Brasil e a Bolívia).

O efervescente contexto regional também deverá se tratado no encontro, que é preparatório para a Cúpula do Mercosul na próxima semana.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL AL: Política externa em duas frentes – parte I

In América Latina, Argentina, Brasil, Mercosul on junho 27, 2008 at 6:20 pm

Até o início da próxima semana, quando a Argentina sediará a Cúpula do Mercosul em Tucumán, a diplomacia brasileira deverá dividir suas atenções entre a África, onde o ministro Celso Amorim passa a semana, e a América do Sul, com a viagem do presidente Lula à Venezuela nesta sexta-feira (27).

Havendo iniciado seu tour africano por Argel (Argélia), entre os dias 22 e 23, até sexta-feira o chanceler brasileiro deverá ter passado também por Marrocos (24 e 25), Tunísia (26) e Cabo Verde (27). Além dos protocolares encontros com autoridades e da assinatura de acordos de cooperação em áreas tão variadas quanto saúde, gestão ambiental, agricultura e inspeção animal (entre outras), a tônica da viagem deverá ser a promoção das exportações brasileiras, com a busca por uma maior presença do país nos mercados do norte da África.

O caso da Argélia, responsável pelo terceiro maior déficit comercial do país em 2007, é emblemático. No país norte-africano, o ministro Celso Amorim defendeu a reabertura do mercado argelino às carnes exportadas pelo Brasil, a compra de aviões da Embraer e a concretização de uma parceria da Petrobras com a estatal petrolífera da Argélia, a Sonatrach. Ainda que respeitando as particularidades locais (por exemplo, no Marrocos os biocombustíveis deverão ocupar lugar de destaque), Amorim deverá dedicar-se à semelhante empreitada em seus outros destinos pelo continente.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BRASÍLIA: Parlamentares questionam Parlamento da Unasul

In América Latina, Brasil on maio 27, 2008 at 4:46 pm

Em debate com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, integrantes da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul questionaram na última quarta-feira (21) a proposta de criar um parlamento sul-americano, com sede em Cochabamba, na Bolívia. A informação foi divulgada pela agência Câmara.

De acordo com o presidente da Representação, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), o Parlamento do Mercosul está em processo de construção e seria irracional pensar em um novo fórum. No seu entendimento, essa criação tem que passar pelo Parlamento do Mercosul, até como forma de respeito ao dinheiro público que é gasto na implementação dessas instâncias.

O deputado Dr. Rosinha (PT-PR), por sua vez, defendeu o diálogo entre o Parlamento Andino, do qual fazem parte representantes da Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, e o Parlamento do Mercosul. Para ele, esse espaço de debate entre os dois parlamentos seria um bom começo para, no futuro, se pensar em um fórum legislativo da Unasul.

Amorim afirmou que a Unasul é um passo importante para a criação de uma área de livre comércio na América do Sul. No entanto, ele informou que não existem prazos para a implantação de um braço legislativo da entidade e lembrou também que o Parlamento do Mercosul surgiu 12 anos depois da criação do bloco comercial. O ministro apoiou a proposta de Dr. Rosinha de iniciar o diálogo entre os dois parlamentos, incluindo representantes da Guiana e do Suriname.

Formada pelo Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, a Unasul realizou na última sexta-feira (23), em Brasília, sua Cúpula de constituição.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

MERCOSUL: Bloco não chega a acordo comercial com UE

In América Latina, Mercosul on maio 20, 2008 at 11:54 am

A UE (União Européia) e o Mercosul não chegaram a um acordo comercial em reunião realizada em Lima (Peru), no último sábado (17), mas sim a uma declaração conjunta de boas intenções com vista na Rodada de Doha da OMC (Organização Mundial do Comércio). As tarifas industriais e agrícolas são o maior obstáculo das negociações. Na reunião, ficaram evidentes as diferenças entre os dois blocos. A informação foi divulgada pela agência Efe.

De acordo com o presidente da CE (Comissão Européia), José Manuel Durão Barroso Barroso, o Mercosul não vai conseguir que a UE flexibilize sua postura na troca agrícola se não fizer concessões no campo de indústrias e serviços.

A presidente argentina, Cristina Kirchner, por sua vez, disse a Barroso que o Mercosul não se nega a rever suas tarifas industriais e insistiu em que “a discussão está no quanto” e deve levar em conta as diferenças econômicas e sociais existentes entre cada um dos blocos.

Mercosul e UE aguardam agora a reunião do Conselho de Cooperação que acontecerá no segundo semestre de 2008 e o próximo encontro da Rodada de Doha.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

AMÉRICA DO SUL: Amazônia virou lixo de políticas públicas, diz equatoriano

In América Latina, Brasil, Equador on maio 15, 2008 at 12:29 pm

“A Amazônia tornou-se um lixeiro de políticas públicas”. A afirmação foi feita pelo presidente da Assembléia Constituinte do Equador, Alberto Costa. Ele é considerado o braço-direito do presidente equatoriano Rafael Correa.

Em entrevista concedida à BBC Brasil, ele defendeu a construção de um modelo que atenda à crescente demanda do mundo globalizado por recursos naturais respeitando as populações locais e sua relação com a natureza.

“Nós sempre imaginamos que no subsolo da Amazônia há riquezas petroleiras e minerais, e há sim. Mas o que esses recursos geram são fluxos financeiros que não se traduzem em desenvolvimento, em reinvestimento produtivo sustentável”, ressaltou o equatoriano.

No seu entendimento, a verdadeira riqueza da Amazônia é sua cultura e sua biodiversidade. Por isso, “só por meio da simbiose entre cultura e biodiversidade é possível aproveitar as riquezas regionais como estratégia de desenvolvimento”, acrescentou.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Para Brasil, discurso chavista é mais forte que suas ações práticas

In América Latina, Brasil, Venezuela on março 28, 2008 at 4:15 pm

Embora reconheçam a influência do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, em diversas questões internas de outras nações, diplomatas graduados do governo brasileiro avaliam que a propaganda da força do venezuelano é mais forte do que ela realmente é. A avaliação geral dos integrantes do Itamaraty é que o discurso chavista tem pouca ação prática.A análise dos diplomatas brasileiros está centrada na falta de credibilidade que o bolivarianismo tem de fato. Apesar da forte retórica, as propostas do venezuelano têm pouca conexão com a conjuntura atual. Serve mais para conquistar unidade interna entre seus aliados do que para ser projeto viável.

Mesmo com a preocupação manifestada por muitas autoridades, principalmente quanto a questões relacionadas à corrida armamentista, a Venezuela não possui a força econômica nem política representada pelo Brasil no continente. Guardadas as devidas proporções, o Brasil está para a América do Sul como os EUA estão para América Latina.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Grupo de ex-presidentes discutirá agenda para América Latina

In América Latina on março 28, 2008 at 4:14 pm

Um grupo formado pelos ex-presidentes Vicente Fox (México), Carlos Mesa (Bolívia), Ricardo Maduro (Honduras), Fernando Henrique Cardoso (Brasil) e Rodrigo Carazo (Costa Rica), além do ex-primeiro-ministro da Espanha, José María Aznar, pretendem elaborar uma agenda social para a América Latina e entregá-la no mês de novembro para os atuais governantes.De acordo com a agência Efe, a iniciativa pretende fortalecer o crescimento econômico, as instituições democráticas, a liberdade de expressão, os direitos humanos e a independência dos poderes. O criador da iniciativa foi o ex-presidente do Peru, Alejandro Toledo. Também participam empresários, sindicatos e outros representantes da sociedade civil.

Fará parte das discussões uma análise sobre os atuais líderes políticos dos EUA, América Latina e Caribe.

Na agenda social proposta estarão incluídos temas como a imigração, direitos dos indígenas e afrodescendentes, integração regional, maior participação das empresas para reduzir a pobreza e a distribuição das riquezas para reduzir as desigualdades.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)