Thiago de Aragao

Archive for setembro \27\UTC 2008|Monthly archive page

Equador: Correa proximo de ver Constituicao aprovada

In Equador on setembro 27, 2008 at 5:40 pm

Domingo, os equatorianos irão as urnas para aprovarem ou não o novo texto constitucional que foi aprovado pela Assembléia Constituinte. Segundo a BBC Brasil, o projeto conta com 444 artigos, além de um chamado Regime de Transição, durante o qual serão criadas leis e regulamentos que permitirão a aplicação do texto.

Se a Constituição for aprovada, os equatorianos iniciarão um novo período de campanha eleitoral para a escolha do presidente. Se for reeleito, o presidente Rafael Correa poderá ficar no poder por um total de dez anos.

A oposição critica o empenho do presidente em aprovar a Constituição. Eles alegam que as viagens de Correa são financiadas com dinheiro público. O governo também é acusado de usar os meios de comunicação, criando um desequilibrio publicitário.

Por sua vez, Correa alega que sua participação na campanha está de acordo com a lei. Assim, ele tem direito de participar dos eventos realizados por seu partido.

A elevada popularidade do chefe de Estado equatoriano somada ao suposto desequilíbrio publicitário e a falta de um discurso eficaz por parte da oposição, deixa o “Sim” numa situação vantajosa.

Não bastasse isso, nessa semana, o episódio envolvendo a expulsão da construtora brasileira Odebrecht veio a reforçar o discurso nacionalista de Rafael Correa.

Alegando que a empresa causou prejuízos financeiros ao país, o confisco dos bens da Odebrecht deu ainda mais espaço para Correa divulgar sua mensagem e fortalecer a defesa da nova Constituição, que aumenta o poder do Estado sobre setores estratégicos da economia nacional.

MÉXICO: Calderón quer assento provisório no Conselho de Segurança da ONU

In México on setembro 26, 2008 at 2:04 pm

O presidente do México, Felipe Calderón, defendeu a candidatura de seu país a um assento provisório no Conselho de Segurança da ONU para os anos de 2009 e 2010.Segundo a agência Ansa, ele disse que a participação do país no conselho se daseará na defesa do império da lei e dos princípios da paz.

Em relação a política migratória, ele disse que a comunidade internacional não pode reduzir o tema a questão de segurança. Sobre os problemas de violência do narcotráfico enfrentados pelo México, ele disse que não há lugar onde as drogas não cause problemas.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BOLÍVIA: Pedido de autonomia plena é rejeitado por Evo Morales

In Bolívia on setembro 26, 2008 at 1:56 pm

O pedido dos governadores de Santa Cruz, Tarija, Beni e Chuquisaca para que fosse concedida autonomia plena para suas regiões foi rejeitada pelo presidente da Bolívia, Evo Morales. Ele disse que, isso é o mesmo que pedir independência e provocar a divisão do país.“Uma autonomia departamental é outra independência”. Segundo a agência Efe, Morales acusou seus adversários de “camuflar o discurso supostamente separatista sob reivindicações de descentralização”.

O chefe de Estado boliviano disse que a oposição engane-se ao acreditar que eles têm apoio nacional ou internacional a suas reivindicações.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

VENEZUELA: China nega suposta cooperação militar com o país

In Venezuela on setembro 26, 2008 at 1:54 pm

O governo da China contradisse as declarações do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e negou que esteja negociando uma cooperação militar com o país sul-americano.”Não tenho certeza de que tipo de cooperação Chávez mencionou. Reitero que, durante a visita, não falamos de cooperação militar”, afirmou o porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores da China, Liu Jianchao, ao comentar a suposta venda de aviões para a Venezuela.

Segundo a agência Efe, Liu confirmou que foram assinados acordos na área econômica, política e culturas, mas disse que não ouviu troca de idéias sobre cooperação militar.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

VENEZUELA: Frota russa zarpa em breve para o país

In Venezuela on setembro 22, 2008 at 5:21 pm

O subcomandante da Marinha russa, Igor Dygalo, informou à agência RIA Novosti que vários navios de guerra da Rússia estão prontos para zarpar em direção à Venezuela, onde participarão de manobras militares conjuntas com a Marinha local.Segundo o oficial, os navios de guerra russos participarão de manobras conjuntas com a Marinha venezuelana durante essa viagem. Por sua vez, o presidente venezuelano, Hugo Chávez já havia confirmado recentemente que uma frota militar russa chegaria às águas territoriais da Venezuela em “novembro ou dezembro”, para participar de manobras conjuntas.

Inéditas no Caribe desde o fim da Guerra Fria, as manobras serão realizadas em uma região dos EUA considerada há um século como zona de influência americana, e no momento em que as relações entre Moscou e Washington estão abaladas pela intervenção russa na Geórgia.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PARAGUAI: Especialista fala sobre o preço pago pela energia de Itaipu

In Paraguai on setembro 22, 2008 at 5:19 pm

O Paraguai pode conseguir um preço “mais justo” pela venda de energia ao Brasil sem a necessidade de uma revisão no tratado da hidrelétrica binacional de Itaipu. Segundo a agência Ansa, a afirmação foi feita pelo especialista em energia e membro do Parlasul (Parlamento do Mercosul), Ricardo Canese.Ele reivindica o cumprimento da Ata de Iguaçu, assinada em 1966, sendo anterior ao Tratado de Itaipu (1973). Ela estabelece que “a energia será dividida em partes iguais entre os dois países, sendo reconhecido a cada um deles o direito de preferência para a aquisição desta mesma energia a justo preço de qualquer quantidade que não venha a ser utilizada para o suprimento das necessidades do consumo do outro país”.

Já o Tratado de Itaipu estabelece que os países que não gastam toda energia a que têm direito, são obrigados a vender o excedente a seu sócio por um preço de custo.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

COLÔMBIA: Uribe espera que EUA aprovem TLC

In Colômbia on setembro 22, 2008 at 5:17 pm

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, espera que os parlamentares norte-americanos aprovem rapidamente o TLC (Tratado de Livre Comércio) assinado pelas duas nações em 2006. Ele está parado porque a maioria do partido Democrata alega que há atos violentos contra sindicalistas, além do desprezo por direitos humanos e trabalhistas.”Temos esperança de que a qualquer momento o Congresso dos EUA aprove o acordo de livre comércio”, afirmou Uribe.

Segundo a agência Reuters, o chefe de Estado colombiano disse que a aprovação do TLC ajudaria a combater o narcotráfico e a atrair mais investimentos norte-americanos.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Chávez prepara tropas para ajudar Evo Morales

In Bolívia, Venezuela on setembro 17, 2008 at 2:05 pm

Fonte: Arko America Latina: thiago@arkoadvice.com.br

 

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, mobilizou tropas militares para intervir no conflito interno da Bolívia, segundo informações às quais o presidente Lula teve acesso. Isso significa que, enquanto participava da reunião da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), na segunda-feira – com a presença de oito presidentes latino-americanos –, em favor do entendimento, Chávez também conduzia uma alternativa militar.
 
Chávez considera inaceitável qualquer concessão aos autonomistas da parte baixa da Bolívia e ofereceu intervenção militar direta para apoiar Evo Morales. A informação chegou ao Palácio do Planalto na tarde de ontem e causou grande apreensão. A iniciativa de Chávez pode determinar a reação das Forças Armadas bolivianas que, por meio do seu comandante, general do ar LuisTrigo, rechaçou qualquer intervenção externa nos problemas bolivianos. Considerado um homem sério, legalista e com boas relações com autoridades brasileiras, Trigo pode ser um empecilho para os planos de Chávez e ser afastado do cargo.
 
Na segunda-feira, Chávez atacou duramente o comandante Trigo, a quem acusou de desobedecer ordens do presidente Evo Morales e o comparou a militares venezuelanos que facilitaram a tentativa de golpe contra ele em 2002. A proposta do presidente venezuelano, ainda que seja uma hipótese, agrega tensão ao quadro complicado enfrentado pelo governo na Bolívia. 

BOLÍVIA: Não há volta no processo revolucionário, afirma ministro

In Bolívia on setembro 16, 2008 at 3:46 pm

“Não há mais volta no caminho revolucionário introduzido pelo presidente Evo Morales”. A afirmação foi feita pelo ministro dos Hidrocarbonetos da Bolívia, Saul Ávalos, em entrevista concedida a BBC Brasil.No seu entendimento, os conflitos entre governo e oposição não irão deter a nacionalização do setor energético. “A oposição deve saber que não vai nos intimidar. Vamos continuar esse processo de mudanças”, ressaltou.

Ávalos, que assumiu como ministro na reforma ministerial feita por Morales dias antes da eclosão dos confrontos, é um ardoroso defensor da nacionalização do petróleo e gás iniciada pelo atual governo em 2006.

“Graças à nacionalização, contamos com mais recursos para distribuir. Quando este setor estava com as empresas transnacionais, a oposição não reclamava. Mas agora fizeram esse boicote de fechar válvulas para afetar o abastecimento”, acrescentou.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BOLÍVIA: Evo Morales enaltece decisão da Unasul

In Bolívia on setembro 16, 2008 at 3:44 pm

O presidente da Bolívia, Evo Morales, se disse surpreendido com o apoio recebido pela Unasul (União das Nações Sul-Americanas). Segundo ele, pela primeira vez na história, os países da América do Sul decidiram resolver seus próprios problemas.Segundo a agência Efe, o chefe de Estado boliviano lembrou que antes a solução de assuntos internos os bilaterais eram tratados nos EUA.

“Felizmente começamos resolver nossos assuntos mediante a Unasul e agora estamos muito mais comprometidos para aprofundar essa integração sul-americana”, afirmou.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)