Thiago de Aragao

Archive for janeiro \25\UTC 2006|Monthly archive page

Uma Trágica e Hipotética situação na América do Sul

In Uncategorized on janeiro 25, 2006 at 11:16 am
Suponhamos…..

Suponhamos que o maior temor/sonho do presidente venezuelano Hugo Chávez se concretize e os Estados Unidos realmente invadam a Venezuela. O que de fato aconteceria?

Será que Hugo Chávez, sabendo do poderio militar americano, que invadiria pelo mar do Caribe, recuaria as tropas venezuelanas até a selva ao sul do país para poder forçar uma guerra de guerrilha?

Será que com suas tropas especializadas em guerrilha recuadas até a selva e com cem mil AK 47 enterrados na floresta, os americanos conseguiriam fazer uma invasão rápida para tirá-lo do poder, e quem sabe instaurar Carmona novamente?

Será que na condição de principal aliado americano no continente, a Colômbia entraria no conflito físico oferecendo soldados para colaborarem na logística de floresta americana dentro da selva venezuelana?

Será que a fábrica de munições que Chávez construiu na fronteira colombiana da região que se encontra hoje sob controle das FARC serviria para as próprias FARC brecarem qualquer possibilidade de ajuda colombiana, e de quebra ainda avançarem em sua cruzada revolucionária até Bogotá?

Será que com o avanço americano dentro do país em direção à selva venezuelana, o exército local violaria as leis de fronteira e entrariam em território brasileiro diversas vezes?

Será que nosso presidente teria culhão para tomar uma decisão militar de impedir essa violação de território?

Será que teríamos um deslocamento de nosso exército para a direção da Venezuela?

Suponhamos novamente….

Que com a invasão americana pelo norte, Caracas viraria um campo de batalha com constante combate entre os helicópteros de fabricação russa e espanhola comprados por Chávez contra os Apaches americanos?

Como seria o envolvimento do continente em um conflito desse tipo? O que a Bolívia iria fazer? A Argentina? E qual seria o posicionamento da comunidade internacional?

Será que o Brasil ofereceria sua tropa de elite da selva para colaborar com os venezuelanos por razões ideológicas de nosso governo ou apoiaria os americanos que desenvolveram uma grande parcela da nossa tecnologia militar, inclusive o sistema SIVAM que monitora a Amazônia?

Se a megalomania e o devaneio de Chávez for verdade, com certeza estaremos fritos. O Brasil não saberia o que fazer, não saberíamos se apoiaríamos a invasão imperialista correndo o risco de sofrer ataques “de graça” ou se apoiaríamos o sonho sem sentido de Chávez de um continente bolivariano. O que mais impressiona é que as medidas estão sendo tomadas por Chávez a algum tempo para esse hipotético conflito. E as AK 47 estão nesse momento enterradinhas perto de nossa fronteira na selva venezuelana. Enquanto isso a política externa brasileira apóia as ações de Chávez, briga por um lugar no Conselho de Segurança, participa de um conflito no Haiti, desenvolve parcerias diplomáticas e comerciais com Gabão e investe em um Mercosul que só nos traz problemas.

Anúncios