Thiago de Aragao

Posts Tagged ‘Brasil’

Lula avalia convocar reunião de emergência do Mercosul

In Brasil, Mercosul on outubro 10, 2008 at 5:35 pm

Deu no G1.com.br

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (10), durante a primeira entrevista exclusiva aos portais de Internet, que está avaliando convocar uma reunião de emergência do Mercosul para discutir medidas conjuntas para combater os efeitos da crise financeira internacional para o bloco.

Ele disse que debaterá o assunto com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, durante a viagem que fará a partir deste domingo (12) para Espanha, Índia e Moçambique.

“Tem que fazer uma reunião [do Mercosul]. Eu estou indo para uma viagem, só volto na quinta-feira (16), e ela só pode ocorrer depois de quinta-feira. Estamos viajando eu e o Celso Amorim e na viagem nós vamos conversar sobre isso e vamos ver. Se eu tomar a decisão pego o telefone e marcamos”, afirmou.


Na entrevista, Lula disse que:

1 Pode cortar investimentos se a crise exigir 
2 Avalia convocar reunião do Mercosul 
3 Pode fazer campanha eleitoral em SP 
4 A autonomia do BC se dá na relação com o presidente 
5 Paulo Lacerda pode voltar à Abin
6 Começou a baixar músicas na internet  

Anúncios

PARAGUAI: Especialista fala sobre o preço pago pela energia de Itaipu

In Paraguai on setembro 22, 2008 at 5:19 pm

O Paraguai pode conseguir um preço “mais justo” pela venda de energia ao Brasil sem a necessidade de uma revisão no tratado da hidrelétrica binacional de Itaipu. Segundo a agência Ansa, a afirmação foi feita pelo especialista em energia e membro do Parlasul (Parlamento do Mercosul), Ricardo Canese.Ele reivindica o cumprimento da Ata de Iguaçu, assinada em 1966, sendo anterior ao Tratado de Itaipu (1973). Ela estabelece que “a energia será dividida em partes iguais entre os dois países, sendo reconhecido a cada um deles o direito de preferência para a aquisição desta mesma energia a justo preço de qualquer quantidade que não venha a ser utilizada para o suprimento das necessidades do consumo do outro país”.

Já o Tratado de Itaipu estabelece que os países que não gastam toda energia a que têm direito, são obrigados a vender o excedente a seu sócio por um preço de custo.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL MERCOSUL: Parlasul realiza sua 13ª Sessão Plenária

In Argentina, Brasil, Mercosul, Paraguai, Uruguai on setembro 15, 2008 at 12:32 pm

Hoje e amanhã, acontece a 13ª Sessão Plenária do Parlasul (Parlamento do Mercosul) na cidade de Montevidéu, Uruguai. Nesta terça-feira, o colegiado também terá a presença do Ministro de Defesa brasileiro, Nelson Jobim, que fará uma exposição sobre o Conselho de Defesa da América do Sul. As informações foram divulgadas pela Secretaria de Relações Institucionais e Comunicação Social do órgão mercosulino.Destaca-se, entre os temas que serão discutidos, uma proposta de recomendação ao CMC (Conselho do Mercado Comum), apresentada pelo parlamentar brasileiro Eduardo Azeredo, para a priorização dos investimentos em expansão de infra-estrutura. Há também uma recomendação ao Conselho e ao governo argentino, para viabilizar a construção de um trecho da rodovia internacional que unirá a costa brasileira no Oceano Atlântico com a costa chilena no Pacífico, que está sendo chamada de “Corredor Bi–Oceânico”, apresentada pelo parlamentar brasileiro Neuto de Conto.

Além disso, será tratada uma proposta de declaração apresentada pelo Parlamentar argentino Carlos Raimundi em reconhecimento das últimas eleições na República do Paraguai.

Após a exposição do ministro Jobim, o presidente da Comissão de Infra-Estrutura, Transporte, Recursos Energéticos, Agricultura, Pecuária e Pesca do Parlasul, Juan Domínguez, realizará uma coletiva de imprensa para apresentar o Seminário de Integração Energética, que se realizará na cidade de Caracas, Venezuela, de 9 a 11 de outubro de 2008.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Brasil é um dos melhores aliados da Colômbia, diz análise do El País

In Brasil, Colômbia on julho 22, 2008 at 4:21 pm

O Brasil é um dos melhores aliados do governo colombiano na questão pertinente á libertação dos reféns das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), segundo a análise publicada na edição de hoje do jornal El País.De acordo com a BBC Brasil, o texto diz que a presença dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil) e Alan García (Peru) na Colômbia, no último final de semana, representa um importante gesto político.

“Brasil e Peru se converteram nos melhores aliados do governo colombiano em um momento de graves tensões com a Venezuela, Equador e Nicarágua, cujo presidente, Daniel Ortega, insiste em desafiar Bogotá dando um tratamento de irmandade a uma guerrilha catalogada como terrorista pela Europa e Estados Unidos”, diz a análise.

Na avaliação de Bogotá, Brasil e Peru assim como Equador e Venezuela sofrem com as invasões das Farc. No entanto, brasileiros e peruanos colaboram com as autoridades colombianas.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

MERCOSUL: Cristina pedirá a Lula ampliação da quantidade de energia enviada

In Argentina, Brasil, Mercosul on julho 2, 2008 at 6:27 pm

A presidente Cristina Kirchner (Argentina) pretende pedir a seu colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, na reunião bilateral que ocorrerá hoje, a redução nos preços e ampliação da quantidade de energia enviada pelo Brasil ao mercado argentino. Ela também deve pedir que o Brasil diversifique fontes de energia.De acordo com a BBC Brasil, a informação partiu de assessores do Ministério do Planejamento de Argentina e foi confirmado a BBC por negociadores do Brasil. Lula e Cristina terão o encontro em San Miguel de Tucamán.

No inverno do ano passado e em maio deste ano, o Brasil socorreu a Argentina e se comprometeu a enviar energia aos vizinhos até agosto.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL AL: Política externa em duas frentes – parte I

In América Latina, Argentina, Brasil, Mercosul on junho 27, 2008 at 6:20 pm

Até o início da próxima semana, quando a Argentina sediará a Cúpula do Mercosul em Tucumán, a diplomacia brasileira deverá dividir suas atenções entre a África, onde o ministro Celso Amorim passa a semana, e a América do Sul, com a viagem do presidente Lula à Venezuela nesta sexta-feira (27).

Havendo iniciado seu tour africano por Argel (Argélia), entre os dias 22 e 23, até sexta-feira o chanceler brasileiro deverá ter passado também por Marrocos (24 e 25), Tunísia (26) e Cabo Verde (27). Além dos protocolares encontros com autoridades e da assinatura de acordos de cooperação em áreas tão variadas quanto saúde, gestão ambiental, agricultura e inspeção animal (entre outras), a tônica da viagem deverá ser a promoção das exportações brasileiras, com a busca por uma maior presença do país nos mercados do norte da África.

O caso da Argélia, responsável pelo terceiro maior déficit comercial do país em 2007, é emblemático. No país norte-africano, o ministro Celso Amorim defendeu a reabertura do mercado argelino às carnes exportadas pelo Brasil, a compra de aviões da Embraer e a concretização de uma parceria da Petrobras com a estatal petrolífera da Argélia, a Sonatrach. Ainda que respeitando as particularidades locais (por exemplo, no Marrocos os biocombustíveis deverão ocupar lugar de destaque), Amorim deverá dedicar-se à semelhante empreitada em seus outros destinos pelo continente.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Assessor de Lula afirma que Brasil não revisará Tratado de Itaipu

In Brasil, Paraguai on maio 30, 2008 at 5:54 pm

O assessor especial do presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia, afirmou ontem que o Brasil não vai revisar o Tratado de Itaipu com o Paraguai. Em Montevidéu, ele disse também que viajará em junho a Assunção para discutir globalmente o tema. A informação foi divulgada pela agência Ansa.

O assessor esteve no último fim de semana na capital uruguaia participando do Fórum de São Paulo, que reuniu partidos e organizações de esquerda da América Latina e Caribe.

“Queremos um preço justo em matéria energética”, assinalou na semana passada o presidente eleito Fernando Lugo, que assumirá no dia 15 de agosto. Único país na região com excedente energético, o Paraguai pede ao Brasil que revise o Tratado de Itaipu porque considera insuficiente o preço que cobra pela energia.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PARAGUAI: Conflito entre brasiguaios e sem-terra se agrava

In Brasil, Paraguai on maio 30, 2008 at 5:52 pm

Os brasileiros donos de terra no Paraguai, também conhecidos como brasiguaios, estão se armando para tentar proteger as propriedades que estão sendo ocupadas por sem-terra paraguaios.

24 horas por dia, homens armados vigiam a propriedade que fica em Iguaçu, a 50 quilômetros da fronteira, a fim de evitar as invasões dos campesinos, como são chamados os sem-terra no Paraguai. A ordem dos fazendeiros é abrir fogo contra possíveis invasores.

Após uma série de invasões de propriedades rurais em várias regiões do país, a tensão no campo se agravou. As fazendas pertencem, em sua maioria, a agricultores brasileiros. Nas últimas duas semanas, mais de 20 propriedades foram invadidas.

Os jornais paraguaios já falam em uma campanha contra os brasileiros que têm lavouras no país. Os campesinos montaram acampamentos perto da fronteira com o propósito de forçar o governo a fazer a reforma agrária. Eles afirmam que as invasões fazem parte da luta. A informação foi divulgada hoje pelo G1.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BRASÍLIA: Amorim apresenta alternativas à revisão do contrato de Itaipu

In Brasil, Mercosul, Paraguai on maio 27, 2008 at 4:49 pm

O chanceler brasileiro, Celso Amorim, apresentou alternativas à negociação de mudanças no contrato da usina hidrelétrica de Itaipu, como quer o presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo. Apesar de ser contrário à revisão do contrato, Amorim disse que isso não impede o Brasil de compreender os problemas daquele país e de tentar ajudá-lo, por exemplo, com investimentos em infra-estrutura. A informação foi divulgada pela agência Câmara.

Em debate com deputados e senadores da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul, o ministro citou a colaboração com o país vizinho em projetos de infra-estrutura, para escoamento da produção pelos portos brasileiros, uma vez que o Paraguai não possui saída para o mar; ou ainda com investimentos em redes de distribuição de energia. Segundo Amorim, parcerias nessas áreas poderiam aumentar a competitividade da economia paraguaia, sem mexer no contrato de Itaipu.

No entendimento do ministro, o governo brasileiro defende um desenvolvimento saudável para o Paraguai. Ele propôs também novas parcerias para impulsionar a economia daquele país, uma vez que a redução nas tarifas aduaneiras não surtiu o efeito esperado de equilibrar o comércio no Mercosul. O Brasil tem um superávit enorme em relação ao comércio com o Paraguai, acrescentou.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BRASÍLIA: Parlamentares questionam Parlamento da Unasul

In América Latina, Brasil on maio 27, 2008 at 4:46 pm

Em debate com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, integrantes da Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul questionaram na última quarta-feira (21) a proposta de criar um parlamento sul-americano, com sede em Cochabamba, na Bolívia. A informação foi divulgada pela agência Câmara.

De acordo com o presidente da Representação, senador Aloizio Mercadante (PT-SP), o Parlamento do Mercosul está em processo de construção e seria irracional pensar em um novo fórum. No seu entendimento, essa criação tem que passar pelo Parlamento do Mercosul, até como forma de respeito ao dinheiro público que é gasto na implementação dessas instâncias.

O deputado Dr. Rosinha (PT-PR), por sua vez, defendeu o diálogo entre o Parlamento Andino, do qual fazem parte representantes da Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, e o Parlamento do Mercosul. Para ele, esse espaço de debate entre os dois parlamentos seria um bom começo para, no futuro, se pensar em um fórum legislativo da Unasul.

Amorim afirmou que a Unasul é um passo importante para a criação de uma área de livre comércio na América do Sul. No entanto, ele informou que não existem prazos para a implantação de um braço legislativo da entidade e lembrou também que o Parlamento do Mercosul surgiu 12 anos depois da criação do bloco comercial. O ministro apoiou a proposta de Dr. Rosinha de iniciar o diálogo entre os dois parlamentos, incluindo representantes da Guiana e do Suriname.

Formada pelo Brasil, Argentina, Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, a Unasul realizou na última sexta-feira (23), em Brasília, sua Cúpula de constituição.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)