Thiago de Aragao

Archive for PM|Yearly archive page

www.thiagodearagao.com.br

In América Latina, America Central, Argentina, Artigos, Banco do Sul, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Costa Rica, Cuba, Entrevista, Equador, Especial, EUA, México, Mercosul, Panama, Paraguai, Peru, Sugestão de Leitura, Uruguai, Venezuela on outubro 24, 2008 at 12:41 pm

Caros Leitores,

O Blog Visao Latino-Americana mudou de endereco! Ele esta muito mais moderno e bonito! As informacoes serao atualizadas no novo site; WWW.THIAGODEARAGAO.COM.BR 

Aguardo a visita de voces, com criticas, sugestoes e participacoes! Quem desejar submeter artigos, serao muito bem vindos!

Logo todo o arquivo estara no novo site: http://www.thiagodearagao.com.br

Abraco,

 

Thiago de Aragao

Anúncios

CHILE: José Miguel Insulza diz que está na corrida presidencial

In Chile on outubro 17, 2008 at 1:23 pm

Ao comentar se a possível candidatura do ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos, lhe prejudicaria, o secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, admitiu já estar na corrida presidencial.Segundo a agência Efe, além de Lagos e Insulza, outros nomes cogitados são a ex- chanceler Soledad Alvear e o ex-presidente Eduardo Frei, ambos democratas cristãos.

Ao ser questionado sobre a liderança do empresário Sebastián Piñeda, candidato da oposição, ele disse que a Concertación (coalizão que apóia o atual governo), ainda não tem candidato. Por isso, Piñeda está em vantagem.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PARAGUAI: Fernando Lugo diz que não expulsará brasiguaios

In Paraguai on outubro 17, 2008 at 1:22 pm

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, afirmou que “não há qualquer intenção de expulsar os “brasiguaios” de seu país. Segundo a agência Ansa, a declaração do chefe de Estado paraguaio foi uma resposta à preocupação do Brasil em relação aos chamados “brasiguaios”.As informações são que eles estariam supostamente sendo perseguidos por dirigentes campesinos paraguaios. Os “brasiguaios” são acusados de ocupar as terras dos pequenos agricultores.

Mesmo reconhecendo a existência de brasileiros com problemas de comunicação, Lugo disse que fará o possível para regularizar a situação.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

EQUADOR: Dívida com o BNDES passa de US$ 460 mi

In Equador on outubro 17, 2008 at 1:20 pm

A dívida do Equador com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) ultrapassa os US$ 460 milhões. O valor foi revelado depois de uma auditoria realizada pela Secretária Nacional Anti-Corrupção do Equador, segundo o jornal equatoriano “Hoy”.Em reportagem realizada com base em informações do governo locao, é contestado o pagamento de US$ 13,6 milhões à construtora brasileira Norberto Odebrecht. Como conseqüência deste cenário de incertezas, o Brasil tem elevado a tom contra o Equador. Existe o temor que o empréstimo concedido pelo BNDES não seja pago, principalmente se levarmos em conta a postura nacionaista do presidente do Equador, Rafael Correa.

Não é por acaso que o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Celso Amorim, diz que as relações comerciais entre os dois países estão ameaçadas.

Caso haja o calote, será exigida uma resposta por parte do governo brasileiro. No Congresso Nacional, senadores da oposição vêm cobrando uma postura mais agressiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BOLÍVIA: Camponeses pressionam Congresso para aprovar referendo

In Bolívia on outubro 17, 2008 at 1:19 pm

O Congresso recebeu um prazo de 24 horas dos setores sociais bolivianos para convocar o referendo sobre a nova Constituição do país. De acordo com a agência Ansa, a nova medida de pressão foi anunciada ontem em Patacamaya, 100 quilômetros ao sul de La Paz.”Caso o Congresso não aprove a convocação em 24 horas e envie a lei, retomaremos a marcha na sexta-feira”, afirmou Fidel Surco, executivo da Coordenação Nacional para a Mudança (Conalcam), que organiza o protesto.

Isaac Avalos, o máximo dirigente do setor rural, ressaltou que os camponeses não sairão de La Paz até que o Congresso aprove a convocação ao referendo. Já os representantes das Nações Unidas, da Igreja católica e da Defensoria Pública tentam amenizar a situação de tensão e pedem que não sejam impostos prazos ou condições.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Lula avalia convocar reunião de emergência do Mercosul

In Brasil, Mercosul on outubro 10, 2008 at 5:35 pm

Deu no G1.com.br

 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (10), durante a primeira entrevista exclusiva aos portais de Internet, que está avaliando convocar uma reunião de emergência do Mercosul para discutir medidas conjuntas para combater os efeitos da crise financeira internacional para o bloco.

Ele disse que debaterá o assunto com o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, durante a viagem que fará a partir deste domingo (12) para Espanha, Índia e Moçambique.

“Tem que fazer uma reunião [do Mercosul]. Eu estou indo para uma viagem, só volto na quinta-feira (16), e ela só pode ocorrer depois de quinta-feira. Estamos viajando eu e o Celso Amorim e na viagem nós vamos conversar sobre isso e vamos ver. Se eu tomar a decisão pego o telefone e marcamos”, afirmou.


Na entrevista, Lula disse que:

1 Pode cortar investimentos se a crise exigir 
2 Avalia convocar reunião do Mercosul 
3 Pode fazer campanha eleitoral em SP 
4 A autonomia do BC se dá na relação com o presidente 
5 Paulo Lacerda pode voltar à Abin
6 Começou a baixar músicas na internet  

Peru: Grave crise institucional poe em risco governo de Alan Garcia

In Peru on outubro 9, 2008 at 6:00 pm

No início da tarde, ao chegar na sede do governo peruano, o presidente do Conselho de Ministros, Jorge del Castillo, confirmou que haverá nesta tarde uma renuncia coletiva de todo o Ministério do presidente Alan García devido ao escândalo das concessões petroleiras.
 
“Vamos ao Palácio do Governo e colocaremos nossos cargos à disposição do presidente da República para que ele decida”, disse Castillo em entrevista concedida a imprensa local.

García sofre uma forte pressão de líderes da oposição desde que foi divulgado uma gravação no programa Cuarto Poder, da América Televisión. As fitas relatam o conteúdo de uma conversa entre o ex-ministro Rômulo León conversa com Fortunato Canaan, representante da Discover Petroleum, sobre a concessão de cinco áreas petrolíferas.

As fitas mostraram que León e o diretor da estatal Perupetro, Alberto Quimper, beneficiariam a Discover Petroleum na exploração de campos no Peru em troca de comissões ilegais. O caso levou à demissão do ministro da Energia, Juan Valdivia, e do presidente da Petroperu, César Gutierrez.

Com uma avaliação positiva de apenas 19%, a crise política deve causar sérios problemas de governabilidade a Alan García, além de aumentar as pressões para que ele altere a política econômica. 

BOLÍVIA: Oposição suspende diálogo

In Bolívia on outubro 4, 2008 at 6:05 pm

Os governadores de Santa Cruz, Tarija, Beni e Chuquisaca decidiram suspender “temporariamente” o diálogo com o governo. Segundo a agência Efe, eles acusaram o governo de descumprir as bases do processo de negociações com uma “caçada” contra o cidadãos e líderes de seus departamentos.O anúncio da suspensão das negociações ocorreu pelo governador de Tarija, Mario Cossío. Ele exigiu a intervenção direta do presidente da Bolívia, Evo Morales. “Está nas mãos do presidente continuarmos ou não com o diálogo”, afirmou.

A reação dos opositores ocorreu pela detenção de um cidadão em Tarija. Ele é acusado pelo governo de participar da atentados contra gasodutos e refinarias durante os protestos realizados há duas semanas atrás.

Cossio lembrou que a oposição vem sofrendo “maus tratos, contínuas agressões, ameaças governamentais e uma permanente guerra psicológica e campanhas midiáticas adversas durante as negociações”.

A oposição entende que detenção efetuada pelo Ministério de Governo representa uma violação dos direitos e garantias constitucionais.

“Cumprimos nossa parte, mas não o governo nacional, que intensificou bloqueios, cercou Santa Cruz e não deteve a campanha midiática a favor da nova Constituição”, afirmou Cossio.

Ele ainda denunciou a existência de setores que não querem o sucesso do acordo que vem sendo costurado entre governo e oposição.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

MÉXICO: Governo mantém luz vermelha acesa diante da crise financeira

In México on outubro 4, 2008 at 6:04 pm

O presidente da Comissão de Finanças do Senado,José Isabel Trejo, afirmou que o governo mantém a “luz vermelha” frente a crise financeira que atravessa os EUA.Segundo a agência Ansa, ele disse que o governo prepara medidas para suavizar os efeitos negativos do cenário atual sobre a economia.

“O presidente Felipe Calderón nos instruiu, e em particularmente a mim, para analisar quase minuto a minutos os eventos e ir preparando, caso seja necessário, uma série de medidas possíveis que nos permitam suavizar os efeitos deste fenômeno que está se apresentando no exterior”, afirmou o ministro das Finanças, Agustín Carstens.

Ele disse que o México tem força para enfrentar a crise, entretanto, isso não quer dizer que conseqüências não serão sofridas.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PERU: García diz que crise financeira internacional não atingirá o país

In Peru on outubro 4, 2008 at 6:01 pm

O presidente do Peru, Alan García, afirmou que devido a estrutura sólida da economia, o país está livre da crise financeira internacional.

Segundo ele, a população não deve entrar em pânico, mas sim manter a calma e serenidade.

“O Peru é um país livre da crise financeira e das ameaças, estamos melhores estruturados neste momento”, afirmou.

De acordo com García, as autoridades do governo central, regional e local devem tomar as medidas necessárias para que o país sinta menos os efeitos.

No seu entendimento, a crise demonstra que se perdeu a estabilidade e a confiança em um sistema que permitiu aos setores financeiros ir além do permitido.

Entretanto, García disse que o mundo tem oportunidades produtivas, comerciais e industriais. Por isso, o chefe de Estado peruano manifestou sua confiança que a crise passará.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)