Thiago de Aragao

Archive for the ‘Conflito Colômbia-Venezuela-Equador’ Category

www.thiagodearagao.com.br

In América Latina, America Central, Argentina, Artigos, Banco do Sul, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Costa Rica, Cuba, Entrevista, Equador, Especial, EUA, México, Mercosul, Panama, Paraguai, Peru, Sugestão de Leitura, Uruguai, Venezuela on outubro 24, 2008 at 12:41 pm

Caros Leitores,

O Blog Visao Latino-Americana mudou de endereco! Ele esta muito mais moderno e bonito! As informacoes serao atualizadas no novo site; WWW.THIAGODEARAGAO.COM.BR 

Aguardo a visita de voces, com criticas, sugestoes e participacoes! Quem desejar submeter artigos, serao muito bem vindos!

Logo todo o arquivo estara no novo site: http://www.thiagodearagao.com.br

Abraco,

 

Thiago de Aragao

Anúncios

Para Farc, Uribe quer matar Chávez e Correa

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador, Venezuela on junho 11, 2008 at 4:30 pm

“O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, quer assassinar seus colegas Hugo Chávez (Venezuela) e Rafael Correa (Equador)”, segundo Ivan Márquez, integrante do Secretariado das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Ele acredita que o verdadeiro assassino é o chefe de Estado colombiano.

De acordo com Márquez, o serviço de inteligência colombiano, DAS, teria se infiltrado em Caracas com mais de cem paramilitares com esse objetivo.

Como a política de Segurança Democrática do governo colombiano está desmantelando as Farc, os guerrilheiros tentam conseguir apoio externo para prosseguir com suas atividades.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

AMÉRICA DO SUL: Colômbia e Venezuela reiniciam diálogo

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Venezuela on junho 3, 2008 at 7:21 pm

Os chanceleres Fernando Araújo (Colômbia) e Nicolás Maduro (Venezuela) reiniciaram ontem os diálogos para reativar as relações entre as duas nações que foram afetadas desde a incursão militar colombiana em território equatoriano contra um acampamento das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia).

Durante a 38º Assembléia Geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), os dois chanceleres destacaram que os primeiros passos para recuperar a confiança bilateral foram dados.

Em entrevista concedida à imprensa após o encontro, Maduro disse que na reunião com Araújo foram expostas com franqueza as diferentes versões que os governos da Colômbia e Venezuela têm sobre sua política bilateral.

 

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

EQUADOR: Ministro denuncia nova invasão do espaço aéreo

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador on abril 14, 2008 at 6:10 pm

“Um helicóptero armado das forças militares da Colômbia violou a linha da fronteira internacional e penetrou por cerca de três quilômetros no espaço aéreo equatoriano”. A denúncia foi feita pelo vice-ministro da Defesa do Equador, Miguel Carvajal, em entrevista concedida à “Rádio Quito”.

De acordo com a agência Afp, o episódio ocorreu na zona de Tobar Donoso na província de Carchi, no norte do país. Nessa mesma região, no dia 30 de março, um helicóptero equatoriano havia invadido o espaço aéreo colombiano.

Desde a incursão militar colombiana que culminou na morte do porta-voz internacional das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), Raúl Reyes, Equador e Colômbia estão com suas relações diplomáticas rompidas.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

COLÔMBIA: País quer retomar relações com Equador o quanto antes

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador on março 27, 2008 at 4:41 pm

Após ter admitido que uma das pessoas mortas pelas FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) em um ataque realizado no Equador tinha nacionalidade desse país, a Colômbia anunciou ontem que tenta restabelecer o quanto antes suas relações diplomáticas com o vizinho. As informações foram divulgadas pela agência Reuters.Fernando Araújo (chanceler colombiano) defendeu a reconciliação e evitou tratar da polêmica com o governo do Equador, reavivada no fim de semana quando a Colômbia reconheceu a morte do equatoriano no bombardeio. De acordo com ele, as intruções recebidas foram para manter relações diplomáticas fraternais e eficientes e dar continuidade à agenda positiva que se estava montando.

No entanto, a ministra equatoriana das Relações Exteriores, María Isabel Salvador, entende que a retomada das relações dependerá dos sinais que receber do governo colombiano que, segundo ela, até o momento são “pouco confiáveis”. O Equador deseja que a OEA (Organização dos Estados Americanos) investigue a morte e exigiu que a Colômbia comprove suas acusações (de que a vítima possuía vínculos com as FARC desde 2003) por meio dos canais pertinentes e legais.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

COLÔMBIA: País cometeu crime de lesa-humanidade, diz embaixador equatoriano

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador on março 27, 2008 at 4:40 pm

O embaixador do Equador na Venezuela, René Vargas, afirmou ontem que as tropas colombianas que realizaram uma operação militar contra um acampamento das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) em território equatoriano cometeram crimes de lesa-humanidade suscetíveis de denúncia perante tribunais internacionais. As informações foram divulgadas pela agência Efe.Após um ataque inicial com bombas inteligentes, as tropas chegaram em helicópteros para “massacrar” os sobreviventes, dentre os quais havia um equatoriano que “foi assassinado pelas costas”, disse o diplomata ao canal estatal Venezolana de Televisión.

De acordo com Vargas, isto permite ao Equador mover uma ação em organismos como a Corte Internacional Penal, para acusar “estes criminosos”. Ele indicou também que o fato mais grave ocorrido nos últimos dias foram as declarações do ministro de Defesa colombiano, Juan Manuel Santos, nas quais voltou a utilizar o termo “guerra legítima”, como se estivesse fazendo pouco caso da posição equatoriana, para justificar a agressão a seu país.

“As declarações de Santos representaram um passo atrás em relação aos entendimentos da cúpula do Grupo do Rio, realizada no início do mês em Santo Domingo”, acrescentou o embaixador equatoriano.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL OEA (1): Equador fala em campanha midiática contra o país

In Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador on março 19, 2008 at 7:39 pm

A chanceler do Equador, María Isabel Salvador, denunciou a existência de uma campanha midiática contra o governo de seu país baseada em “provas não verificadas” sobre possíveis vínculos com as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). “Apesar de dizerem que não há, existe uma campanha midiática com o claro objetivo de desprestigiar o governo do Equador”, afirmou. No seu entendimento, essas acusações “não possuem consistência”.De acordo com a agência Efe, Salvador citou como exemplo disso a recente reportagem realizada pelo jornal espanhol “El País”, quando afirmou que o Equador era um santuário dos guerrilheiros. A ministra também criticou a foto publicada no jornal colombiano “El Tiempo”, onde erradamente identificou-se um encontro do ministro equatoriano de Segurança Interna, Gustavo Larrea, junto ao número dois das FARC, Raúl Reyes, morto no dia 1º de março.

Ela enfatizou ainda que seu país coopera de forma eficaz com o combate ao terrorismo e informou a existência de um efetivo de 7 mil homens na fronteira com a Colômbia, que chegou a 11 mil após a incursão militar colombiana. Além disso, Salvador disse que foram desmantelados 117 acampamentos das FARC no Equador.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

EQUADOR: País endurece relação com a Colômbia na fronteira

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador on março 17, 2008 at 4:07 pm

O governo equatoriano pretende deter, repreender com força e julgar os membros de grupos irregulares ou efetivos colombianos que estejam ilegalmente em seu território. De acordo com a agência Reuters, essas medidas têm como objetivo impedir que o conflito entre os países se espalhe pelo território do Equador.Com a decisão, haverá um endurecimento da posição militar do país, marcada pela ponderação. Na avaliação do presidente do Equador, Rafael Correa, “o conflito atravessou a fronteira e é um perigo para a região”.

No entendimento das autoridades equatorianas, novas medidas de segurança são necessárias devido à incapacidade da Colômbia em controlar a região fronteiriça. De acordo com o Ministério da Justiça, “todo indivíduo ou grupo de indivíduos que for encontrado ilegalmente em nosso território nacional será detido e colocado à disposição das autoridades judiciais”.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

COLÔMBIA: Uribe apresenta sua versão à OEA

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador on março 14, 2008 at 10:59 am

O presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, apresentou ontem ao secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, seu informe sobre a operação militar que matou o número dois na hierarquia das FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), Raúl Reyes. A entrega da versão de Uribe sobre os fatos ocorreu durante encontro na Casa de Nariño, sede do governo colombiano.Desde a invasão do território equatoriano pelas forças armadas colombianas, Uribe ficou na defensiva. Por motivos ideológicos ou alegando violação do direito internacional, a maioria dos países foi solidária com o Equador. A partir disso, a estratégia da Colômbia tem sido provar a existência de bases das FARC na fronteira entre os países para tentar inverter o jogo, transformando sua “derrota” externa numa “vitória”.

Dentro dessa perspectiva, Uribe tem conseguido vitórias importantes. Nos últimos dias, ele vem debatendo a questão do terrorismo internacional, fato que antes era mais restrito à Colômbia.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvivce.com.br)

COLÔMBIA: Incursão militar no Equador fortaleceu Uribe internamente

In Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Equador, Venezuela on março 14, 2008 at 10:45 am

A popularidade do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, atingiu seu maior índice desde que assumiu o poder ao chegar a 84%. A pesquisa foi realizada pelo instituto Gallup Colômbia, entre os dias 4 e 6 de março. Em relação à pesquisa realizada em janeiro, sua avaliação positiva cresceu 3 pontos percentuais.Ao mesmo tempo, verificou-se que 90% dos colombianos têm uma avaliação desfavorável em relação ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Na avaliação do gerente da Gallup, Jorge Londoño, “a imagem de Uribe se deve aos últimos efeitos diplomáticos”. No entanto, ele lembra que o impacto da solução diplomática alcançada durante o Grupo do Rio ainda não gerou impacto na opinião pública.

Outro dado interessante revelado foi que 82% dos colombianos aprovam a política adotada pelo governo para combater as FARC (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia). Em relação ao levantamento anterior, o respaldo à política de segurança cresceu 15%.

Os números da pesquisa Gallup Colômbia vem a confirmar as análises realizadas pela equipe Arko América Latina, ou seja, a incursão militar ocorrida em território equatoriano no dia 1º de março foi muito bem calculada por Uribe. Mesmo sabendo da rejeição que isso causaria para sua política externa, o colombiano optou pelo fortalecimento de sua imagem em seu território. Com índices de popularidade tão elevados, aumentará a pressão dos aliados no sentido de que Uribe busque o terceiro mandato.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)