Thiago de Aragao

Archive for the ‘Banco do Sul’ Category

www.thiagodearagao.com.br

In América Latina, America Central, Argentina, Artigos, Banco do Sul, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Conflito Colômbia-Venezuela-Equador, Costa Rica, Cuba, Entrevista, Equador, Especial, EUA, México, Mercosul, Panama, Paraguai, Peru, Sugestão de Leitura, Uruguai, Venezuela on outubro 24, 2008 at 12:41 pm

Caros Leitores,

O Blog Visao Latino-Americana mudou de endereco! Ele esta muito mais moderno e bonito! As informacoes serao atualizadas no novo site; WWW.THIAGODEARAGAO.COM.BR 

Aguardo a visita de voces, com criticas, sugestoes e participacoes! Quem desejar submeter artigos, serao muito bem vindos!

Logo todo o arquivo estara no novo site: http://www.thiagodearagao.com.br

Abraco,

 

Thiago de Aragao

Anúncios

Banco do Sul é criado

In Banco do Sul on dezembro 11, 2007 at 2:39 pm

A ata de fundação do Banco do Sul foi assinada neste domingo, em Buenos Aires, pelos presidentes do Brasil, Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai e Venezuela. O Uruguai firma hoje a ata, na ocasião da posse de Cristina Kirchner como nova presidente argentina. A instituição, que terá sede em Caracas, se constitui como banco de desenvolvimento que financiará projetos de infra-estrutura regional e de empresas sul-americanas. As informações foram divulgadas pela agência Efe.O banco também terá escritórios em Buenos Aires e La Paz e o seu capital inicial poderá ser de US$ 7 bilhões. A entidade nasceu de uma idéia de Chávez que derivou na realização de várias reuniões técnicas entre os países que aderiram à proposta do governante venezuelano.

Com o mesmo poder de voto, cada país membro terá um assento na diretoria, o que diferenciará o Banco do Sul de outras entidades multilaterais de crédito, como o FMI (Fundo Monetário Internacional) ou o BM (Banco Mundial), onde os países mais ricos e com maior participação de capital fazem sentir seu peso no momento de tomar decisões.

O Chile não será um dos membros, apesar de ter participado como observador de alguns encontros técnicos preparatórios para a criação do Banco do Sul. Já a Colômbia se absterá, por enquanto, de ingressar na entidade porque quer analisar as condições para aderir à iniciativa. O país havia pedido formalmente sua admissão em outubro.

Está aberta ainda a possibilidade, por parte dos fundadores do Banco do Sul, da entidade receber o restante dos membros da Unasul (União das Nações Sul-americanas), quando estes considerarem oportuno.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL BANCO DO SUL: Caracas será sede da instituição financeira

In Banco do Sul, Especial on outubro 10, 2007 at 12:01 pm

A proposta que cria o Banco do Sul foi preparada ontem pelos ministros da Fazenda do Brasil, Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Os países acertaram que a criação da organização deverá ser assinada no dia 3 de novembro, em Caracas (Venezuela), e terá a capital como sede.

O Banco do Sul nasce com o objetivo de financiar projetos de desenvolvimento e integração na América do Sul. Caracas foi escolhida como sede, pois a criação da instituição decorreu de uma proposta levantada pelo presidente Hugo Chávez.

No entanto, não está definido ainda qual o aporte financeiro que cada um dos países dará ao Banco.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL BANCO DO SUL: Entidade será criada dia 03/11

In Banco do Sul, Especial on outubro 9, 2007 at 1:46 pm

O ministro de Finanças da Venezuela, Rodrigo Cabezas, afirmou que a ata fundamental do Banco do Sul será assinada em uma reunião presidencial dos países membros no dia 3 de novembro em Caracas (Venezuela).

De acordo com a agência Efe, as declarações do venezuelano foram dadas durante a reunião dos ministros da Economia e Finanças dos países membros da organização. A reunião está ocorrendo no Rio de Janeiro (Brasil).

Nos debates de ontem, houve um consenso total a respeito da criação do Banco do Sul. Entretanto, ainda não foi definido qual será o montante que cada país destinará.
Estão participando dos debates os ministros da Argentina, Brasil, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

O Banco do Sul tem como principal objetivo o financiamento do desenvolvimento econômico e social dos países da Unasul (União da Nações Sul-americanas). Visa também ao fortalecimento da integração, à redução das assimetrias entre as economias e à promoção da distribuição eqüitativa dos investimentos.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Reunião do Banco do Sul ocorre no Rio de Janeiro

In Banco do Sul on outubro 8, 2007 at 5:57 pm

Os Ministros da Economia e Finanças dos países sul-americanos se reunirão hoje, no Rio de Janeiro (Brasil), para discutir a formação do Banco do Sul. Na ocasião, será debatida a ata fundamental da entidade.

Participam do Banco do Sul os seguintes países: Argentina, Bolívia, Brasil, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

O banco foi criado inicialmente pelos venezuelanos para ser uma alternativa aos organismos financeiros multilaterais tradicionais. No entanto, o Brasil pretende que ele comece a funcionar como um banco de fomento aos projetos de integração regional.

Os presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Evo Morales (Bolívia), Néstor Kirchner (Argentina) e Rafael Correa (Equador) acreditam que ele comece a operar em 2008, tendo a sede em Caracas.
O capital inicial do banco será de US$ 7 bilhões procedentes de reservas internacionais de cada país fundador.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

FMI quer conhecer a proposta do Banco do Sul

In América Latina, Banco do Sul on abril 18, 2007 at 10:55 am

De acordo com a imprensa venezuelana o diretor-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Rodrigo Rato, não quis emitir uma opinião à respeito do Banco do Sul. No entanto, Rato afirmou que “espera conhecer mais detalhes a respeito dessa iniciativa”. Mesmo assim ele disse acreditar tratar-se de “um banco regional para trair investimentos, principalmente, em infra-estrutura”.

O Banco do Sul é um projeto financiado pelos governos da Argentina e da Venezuela. Segundo Rodrigo Cabezas, Ministro da Economia da Venezuela, o Banco do Sul virá para oferecer uma alternativa frente ao Banco Mundial mais acessível para países latino-americanos que desejam realizar projetos de infra-estrutura. Alguns analistas, sugerem que a verdadeira proposta do banco é servir de combustível para medidas populistas de líderes latino-americanos aliados ao Presidente Hugo Chávez.

(Equipe Arko América Latina- americalatina@arkoadvice.com.br)