Thiago de Aragao

Posts Tagged ‘reformas’

CUBA: Raúl Castro implementará nova reforma

In Cuba on abril 14, 2008 at 6:09 pm

Com o objetivo de permitir que os trabalhadores recebam melhores rendimentos, Cuba reformará seu sistema de salários. O anúncio foi feito pelos meios de comunicação da ilha, segundo a agência Afp.

A implementação de mais uma reforma está sendo interpretada como uma tentativa do presidente de Cuba, Raúl Castro, de melhorar o desempenho econômico do país.

Pela primeira vez desde a chegada do Castrismo ao poder, não haverá mais limites para os recebimentos dos funcionários. De acordo com o economista Ariel Terrero, “os salários passarão a depender da produtividade”.

Desde que o ex-presidente Fidel Castro havia chegado ao poder em 1959, o país adotou um regime de controle de salários alegando que isso era importante para a igualdade.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Anúncios

MÉXICO: País normalizará relações financeiras com Cuba

In Cuba, México on fevereiro 20, 2008 at 7:02 pm

Com o objetivo de normalizar as relações financeiras e comerciais, México e Cuba firmarão um acordo para reestruturar a dívida de US$ 400 milhões que os cubanos possuem com os mexicanos. A informação foi divulgada pelo Bancomext (Banco de Comércio Exterior do México).De acordo com a agência Efe, esse acordo encerrará a interrupção de seis anos das relações financeiras do México com o Banco Nacional de Cuba. As negociações ocorreram por meio de uma iniciativa do presidente do México, Felipe Calderón. Essa dívida de Cuba com os mexicanos foi contraída no início dos anos 90 e deixou de ser paga em 2002. Os recursos haviam sido destinados para a ilha promover programas de financiamento que permitiram as empresas mexicanas estabelecer canais comerciais com Cuba.

No ano passado, o comércio entre os dois países atingiu US$ 200 milhões. No entanto, na década de 90, esse valor era de US$ 435 milhões.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

CUBA: Ilha deve começar transição democrática, segundo a Itália

In Cuba on fevereiro 20, 2008 at 7:02 pm

As autoridades cubanas devem aproveitar a renúncia de Fidel Castro para começar uma transição democrática. A afirmação foi feita pelo secretário de Estado de Relações Exteriores da Itália para América Latina, Donato Di Santo. Na sua avaliação, “o gesto de Fidel foi importante, nobre e esperado, tanto dentro quanto fora da ilha”.A partir de agora, as autoridades devem assegurar a estabilidade, soberania, respeito aos direitos humanos, defesa das conquistas sociais e o pluralismo, sustentou Di Santo. Para ele, é fundamental que o futuro presidente de Cuba, Raúl Castro, e as demais lideranças políticas não façam o país retroceder.

Di Santo acredita que o pluralismo de posições políticas devem ser reconhecidas como um patrimônio da sociedade cubana, e não como inimigas.

Sabedora das dificuldades econômicas que Cuba vive, a comunidade internacional movimenta-se para pressionar as autoridades locais a iniciar uma transição para a democracia. No entanto, esse processo deverá ser mais lento do que o esperado.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

CUBA: França espera abertura democrática na ilha

In Cuba on fevereiro 19, 2008 at 6:21 pm

Com a renuncia de Fidel Castro, a expectativa é que o país siga o caminho da democracia. A afirmação foi feita pelo secretário de Estado da França para Assuntos Europeus, Jean Pierre Jouyet, em entrevista concedida a rádio francesa Europe 1. “Não podemos fazer mais do que desejar que esse país siga o caminho da democracia”, afirmou ele.No seu entendimento, o castrismo era o símbolo do totalitarismo. Além disso, Fidel Castro não entendeu as evoluções do mundo nos anos 70 e 80, como também não soube interpretar a queda no muro de Berlim e o desmoronamento da ex-União Soviética.

Porém, Jouyet reconheceu que Castro “garantiu uma certa independência frente á forte presença dos EUA na América Latina”.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

CUBA: Espanha espera materialização das reformas anunciadas

In Cuba on fevereiro 19, 2008 at 6:20 pm

A renúncia do presidente de Cuba, Fidel Castro, é uma notícia de grande impacto que poderá representar a materialização das reformas anunciadas nos últimos meses por seu irmão Raúl. A afirmação foi feita pela secretária de Estado da Espanha para a Região Ibero-Americana, Trinidad Jiménez. Apesar disso, a espanhola disse que o afastamento de Fidel precisa ser recebido com cautela.De acordo com Jiménez, o governo da Espanha mantém contato permanente com a embaixada do país em Cuba e, por isso, estava esperando por essa decisão há alguns meses. A reação dos espanhóis somada a da França indica que a comunidade internacional está esperançosa que tenha início um processo de reformas democratizantes na ilha.

Além destes dois países, cubanos residentes em Miami (EUA) comemoram a saída de Fidel pelas ruas.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)