Thiago de Aragao

Posts Tagged ‘política’

PARAGUAI: Lugo insiste em denúncias contra o Partido Colorado

In Paraguai on abril 3, 2008 at 4:17 pm

Fernando Lugo, o ex-bispo e candidato à presidência do Paraguai, reiterou suas acusações contra o Partido Colorado. De acordo com ele, a legenda governista prepara uma fraude para as eleições a fim de manter o poder que já dura mais de 60 anos. “É clara” a intenção dos colorados de sabotar as votações, já que todas as pesquisas o indicam como favorito para o cargo, declarou Lugo em um debate entre os candidatos presidenciais. As informações foram divulgadas pela agência Ansa.As sondagens já realizadas em diferentes veículos apontam que o ex-bispo vence em todas. Já Blanca Ovelar, candidata do presidente Nicanor Duarte Frutos, e Lino Oviedo se revesam na vice-liderança. Lugo disse que está tranqüilo e otimista, pórem, afirmou que já começou a fraude, ao se referir sobre a mudança dos colégios eleitorais para lugares distantes a fim de dispersar seus possíveis votantes.

“Seis décadas de fraudes não somem de um dia para o outro. “O Partido Colorado não vai deixar de fazer em 2008 o que tem feito há mais de 60 anos”, destacou. Dirigentes da APM (Aliança Patriótica para a Mudança), de Fernando Lugo, denunciaram a divulgação errada dos censos eleitorais, o que afetou cerca de 30 mil pessoas. A demissão de um juiz considerado confiável do Tribunal Eleitoral, supostamente para deixar os colorados com uma possibilidade maior de manipulação também foi mencionada por eles.

Mesmo com as denúncias o processo eleitoral corre tranqüilo até agora, salvo alguns acidentes isolados entre quem apóia um ou outro candidato

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Anúncios

SUCESSÃO NO PARAGUAI(1): Conheça os principais candidatos

In Paraguai on março 17, 2008 at 4:08 pm

Tendo em vista a proximidade da eleição presidencial no Paraguai, a equipe Arko América Latina publicará, a partir de hoje, informações sobre os candidatos mais competitivos na disputa que ocorrerá no dia 20 de abril. Veja quem são os presidenciáveis e suas trajetórias políticas.OS CANDIDATOS

– Blanca Ovelar: Será candidata pela Associação Nacional Republicana. Representa o partido Colorado do presidente do Paraguai, Nicanor Duarte Frutos. Tem como candidato a vice Carlos María Santacruz. TRAJETÓRIA POLÍTICA: Foi ministra da Educação por duas oportunidades. Primeiro, no governo de Luis Angel González Macchi (1999-2003) e depois de Nicanor Duarte Frutos (2003-2008). Renunciou ao cargo para dedicar-se à disputa interna entre os colorados.

– Fernando Lugo: Será candidato pela coligação Aliança Patriótica para a Mudança. Tem como candidato a vice Federico Franco Franco, do PLRA (Partido Liberal Radical Autêntico). TRAJETÓRIA POLÍTICA: Iniciou na política em março de 2006 depois de liderar uma caminhada contra o presidente Nicanor Duarte Frutos e a Corte Suprema de Justiça por ter violado a Constituição. Tem vínculo com as organizações campesinas de San Pedro, onde foi bispo da Igreja Católica. Renunciou a essa condição para ser candidato.

– Lino Oviedo: É candidato pelo partido UNACE (União dos Cidadãos Éticos) e tem como candidato a vice o empresário Nicolas Luthold. TRAJETÓRIA POLÍTICA: Foi ex-candidato a presidente pela ANR em 1998, impossibilitado de concorrer devido à tentativa de golpe de Estado em 1996, sendo absolvido em 2007. Após isso, fundou o UNACE. É ex-comandante do Exército.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PARAGUAI: Lugo é recebido por Cristina Kirchner e faz campanha no país

In Argentina, Paraguai on março 12, 2008 at 11:24 am

O candidato à Presidência do Paraguai pela Aliança Patriótica para a Mudança, Fernando Lugo, foi recebido ontem na Casa Rosada (sede do governo argentino) pela presidente da Argentina, Cristina Kirchner. A ida de Lugo a Buenos Aires tem como objetivo fazer campanha para a comunidade paraguaia que reside no país vizinho. 250 mil paraguaios residem na Argentina, mas esse número pode chegar a um milhão, segundo fontes consulares.Fernando Lugo, candidato de oposição ao partido colorado na eleição do dia 20 de abril, é apoiado por uma coalizão de organizações sociais e de esquerda.

De acordo com as últimas pesquisas divulgadas pelos meios de comunicação locais, ele é o favorito para vencer a disputa e por fim a hegemonia de 60 anos dos colorados no Paraguai.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

ESPECIAL PARAGUAI (1): Pesquisa indica vantagem para Lugo

In Paraguai on fevereiro 29, 2008 at 12:02 pm

A pesquisa realizada pela empresa COIN (Consummer Inteligente S.A.) indicou que, se for confirmada a baixa participação do eleitorado na disputa presidencial (pouco mais de 60%) como em 2003, Fernando Lugo (candidato da Aliança Patriótica para a Mudança) é o favorito para vencer a eleição de 20 de abril.No entanto, a pesquisa também aponta que governo pode chegar a um empate técnico com a oposição se ocorrer uma baixa participação (em torno de 50%). Assim, quanto maior for a participação, maiores as chances da oposição.

Considerando uma participação superior a 60%, os números foram os seguintes: Fernando Lugo (37,9%), Lino Oviedo (29,7%), Blanca Ovelar (26,9%), Pedro Fadul (2,4%) e (3,1%) votariam em branco.

Na última eleição, em 2003, o comparecimento às urnas foi de 64,29%. Nesse ano, Nicanor Duarte Frutos venceu a disputa com 37,14% dos votos válidos.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

CUBA: “Mais do Mesmo”

In Cuba on fevereiro 28, 2008 at 11:27 am

A saída de Fidel Castro do posto de “Comandante Chefe” do governo cubano não representa a mudança que muitos esperam. Sua saída voluntária do governo demonstra que a política dos EUA de pressionar Cuba por 50 anos não funcionou. Fidel resolveu sair porque sua condição física não suportava mais e não por pressão de Washington.A entrada de Raúl Castro representa o continuísmo. Informações diretas da ilha garantem que Raul é menos flexível do que seu irmão, menos carismático e não terá medo de adotar fortes medidas para diminuir a onda de “oba-oba” que se instalou na mídia internacional desde que Fidel anunciou seu afastamento.

Simbolicamente, a saída de Fidel do posto político mais alto do país é um grande feito. Sendo uma das figuras do século XX, Fidel é o único personagem ativo de um mundo polarizado e tenso. Sua imagem, hoje, vale mais do que suas mensagens e sua capacidade de convencimento. Em um mundo onde as idéias socialistas do passado são consideradas utópicas e às vezes até ridículas (principalmente tendo Hugo Chávez como principal porta-voz do socialismo pré-89), Fidel era a lembrança de um mundo que não prosperou, que não soube perder.

Cuba se manterá como está durante algum tempo. Raúl Castro é apenas cinco anos mais novo do que Fidel e com uma saúde longe do ideal. Seu legado não resistirá muito tempo. Por mais que a ilha continue dentro do “mais do mesmo”, Raúl Castro representa uma substituição aos 43 minutos do segundo tempo, de um jogo perdido há 19 anos.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

BOLÍVIA: Petrobras inicia exploração de novo poço de petróleo em Sucre

In Bolívia, Brasil on fevereiro 28, 2008 at 11:22 am

O jornal La Razón informou que a Petrobras iniciou a exploração de um novo poço de petróleo no sul da Bolívia, o que confirma a retomada dos investimentos da empresa nesse país. As informações foram divulgadas pela agência Afp.A estatal brasileira começou a perfurar o poço Ingre-X1 em um distrito do departamento de Sucre (sudeste), com um custo aproximado de US$ 40 milhões. Neste mesmo local, a espanhola Repsol descobriu, em 2006, um grande campo de gás, segundo a imprensa boliviana.

De acordo com um relatório técnico da empresa, o poço será perfurado até alcançar 4.810 metros. A Petrobras pretende investir este ano na Bolívia US$ 231 milhões em atividades de exploração.

As principais companhias, além da Petrobras, presentes na Bolívia são a Chaco (British Petroleum), a Repsol, a argentina Pluspetrol e a francesa Total.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

PARAGUAI: Proximidade com Duarte Frutos prejudica Blanca Ovelar

In Paraguai on fevereiro 27, 2008 at 11:03 am

As maiores dificuldades de crescer a campanha de Blanca Ovelar (candidata do partido colorado) deve-se à sua proximidade com o presidente do Paraguai, Nicanor Duarte Frutos, e à perda de eleitores no interior do país. A constatação foi feita por um representante do governo, segundo o jornal “ABC Color”.Esta proximidade com o atual presidente faz com que a ex-ministra da Educação não adote um discurso questionador. Como conseqüência, ela não encarna a bandeira da mudança. Embora seja a representante dos colorados, analistas acreditam que seu partido está muito desgastado em razão de estar muito tempo no poder (60 anos).

O jornal paraguaio destaca ainda que os últimos candidatos a presidente dos colorados, mesmo representando o governo, sempre adotaram uma postura mais independente. Esta falta de um discurso alternativo torna Ovelar um apêndice do atual governo.

Quem aproveita isso é Fernando Lugo, candidato de oposição. Ele apresenta-se como mudança e adota um forte discurso contra o governo. Ovelar precisa mudar sua estratégia se quiser ter chances, pois, por melhor que seja um governo, o eleitorado gosta de coisas novas e valoriza quem oferece propostas para o futuro.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Brasil, Argentina e Bolívia vão construir cinco hidrelétricas

In Argentina, Bolívia, Brasil on fevereiro 27, 2008 at 11:02 am

Brasil, Argentina e Bolívia vão construir cinco hidrelétricas com o objetivo de, juntos, buscarem alternativas para a carência energética na região. A afirmação foi feita ontem pelo ministro brasileiro de Minas e Energia, Edison Lobão. Ele disse que serão três hidrelétricas na Argentina e duas em território boliviano – juntas, produzirão em torno de 10 mil MW. No total, serão investidos R$ 30 bilhões.Segundo Lobão, o governo vai recorrer à ajuda internacional para garantir a realização das obras, se for necessário. Os ministros dos três países, vão elaborar um plano conjunto das obras, em dez dias, no qual definirão cronograma e os locais das construções das usinas.

A ministra brasileira de Meio Ambiente, Marina Silva, foi chamada para participar das conversas sobre as hidrelétricas, informou Lobão. A idéia é evitar dificuldades na concessão de licença ambiental das hidrelétricas do rio Madeira, em Rondônia.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Investir na Bolívia é a solução para oferta de gás, diz Amorim

In Bolívia, Brasil on fevereiro 26, 2008 at 4:24 pm

Os problemas na oferta de gás boliviano para satisfazer a demanda de Argentina e Brasil podem ser solucionados com maiores investimentos na Bolívia, pois essa é a melhor maneira de ajudar esse país e sua estabilidade, afirmou o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, em entrevista ao jornal “Clarín”. Ele disse que a Petrobras já anunciou que deseja investir mais de US$ 1 bilhão para aumentar a capacidade de produção. As informações foram divulgadas pela agência Efe.Ronda os 40 milhões de metros cúbicos diários a atual produção boliviana de gás, que subirá este ano a 42 milhões, frente a uma demanda do mercado externo e interno de 46 milhões de metros cúbicos.

De acordo com Amorim, além de maiores investimentos na Bolívia, é necessário um trabalho conjunto entre Brasil e Argentina em outras áreas de energia, inclusive a nuclear.

Na sexta-feira passada (22), o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente argentina Cristina Kirchner decidiram desenvolver um reator nuclear para aliviar a demanda crescente de energia elétrica nos dois países. Os dois líderes planejam também criar uma empresa binacional de enriquecimento de urânio.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)

Lula, Cristina e Morales encontram-se no sábado para tratar de energia

In Argentina, Bolívia, Brasil on fevereiro 22, 2008 at 10:37 am

Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (Brasil), Evo Morales (Bolívia), e Cristina Kirchner (Argentina), encontram-se no próximo sábado (23) para discutir um acordo energético entre os três países. As informações foram divulgadas pela agência G1.De acordo com o porta-voz brasileiro da presidência, Marcelo Baumbach, o governo brasileiro poderá ajudar a Argentina a enfrentar uma escassez de energia nos meses de inverno fornecendo energia elétrica, como já fez no passado, mas descarta abrir mão do gás natural vindo da Bolívia.

“A impossibilidade de abdicar de parte do gás em favor da Argentina, como quer a Bolívia, não significa indisposição a um eventual acordo”, afirmou Baumbach . Ele acrescentou ainda que existe por parte do Brasil a vontade de cooperar com a Argentina e lembrou que, no passado, o seu país cooperou de outras formas, com fornecimento de energia elétrica.

Em visita a Brasília na semana passada, o vice-presidente boliviano Álvaro García Linera disse que o país não teria capacidade de fornecer gás para Argentina e Brasil nos meses de inverno, quando sobe o consumo. A proposta boliviana é que o Brasil, apesar de poder comprar até 30 milhões de metros cúbicos por dia de gás, recebesse de 27 a 29 milhões (o que seria a média anual de consumo), e que a diferença fosse encaminhada à Bolívia.

(Equipe Arko América Latina – americalatina@arkoadvice.com.br)